quarta-feira, 20 de maio de 2009

Já aconteceu com você?

Sabe quando você está num grupo e de repente vc pára,olha e pensa:



- PQP o que eu tô fazendo aqui?!?!







Com certeza isso já aconteceu com você, alguém te convida pra uma festa, carne assada, cerveja gelada e você na hora topa!!!
 Pouco depois você se dá conta que fez a maior burrada da sua vida, está num lugar que você nunca iria sozinho, com pessoas que te olham torto como se você fosse um evangélico careca cadeirante com a camisa do corinthia e tivesse sotaque argentino...

Eu, porque sei lá qual motivo moro fora do Brasil, e seja lá onde eu estiver, pronuncio poucas palavras em português e já percebo alguém me olhando como se eu fosse um ET fluorescente pausudo, e isso assaz me incomoda.


E não é a toa que, quando estou em companhia de um conterrâneo e cercado por pessoas estranhas(so sentido de desconhecidas e não na aparência) evito ao máximo falar em português(conhecido aqui também como Brasiliano).

Um exemplo; certa vez  na balada , olhando ao infinito assim como o predador procura sua presa avistei uma moçoila de boa aparencia, vistosa,sadia e com um sorriso serelepe estampado na lata.
Pensei:

 -é essa!

olha daqui, olha dali, papo vai papo vem acabamos juntos, eis que ao final da noite ela me convida pra ir a um churrasco no domingo a noite, e como diz aquela musica:

- E por que não?

bem, o desfecho você  ja pode imaginar, no domingo a noite lá estava eu, acompanhado da moçoila, cercado por umas 20 pessos de camisa preta, cabelos compridos(e ensebados diga-se de passagem) tocando musica gospel e tomando refrigerante de framboesa com pinga de garrafa de plástico.
e num momento de entusiasmo pensei: Bem, estou acompanhado da mais bonita do local, isso não pode piorar.

E como todo mundo sabe, se algo tem 1% de chance de dar errado , segundo a ladymurphy Image Hosted by ImageShack.us
dá errado e da pior maneira possível, pois além de cantar hinos de louvor ao senhor, eles começaram a dançar... na terra, como índios apaches clamando por chuva.
Depois de um convite frustrado do tipo "vamos sair daqui??" e vendo que daquele brejo não sairia perereca minha opção foi a seguinte, discretamente mudar o toque do despertador do celular para um daqueles bem chatos e que chamam a atenção e ajustar para que tocasse 5 minutos depois, e confesso que foram os 5 minutos mais longos da minha vida, e quando tocou minha atuação foi digna de oscar de melhor ator, abaixo segue pequeno trecho da "conversa"...

-Pronto! Oiii, sim sim tudo bem...
- Não, não to sabendo, Oloco! quando? aonde?
- Mais ele tá muito machucado???
(neste momento todos me olham)
- Tá bom, fica calma tá, daqui 5 minutos eu to ai...

E ai vocês já podem imaginar, inventei uma desculpa filhadaputamente esfarrapada envolvendo um amigo, um carro , um poste e uma caixa de babaloo e vazei dali...


seja o primeiro a comentar!